domingo, 20 de dezembro de 2009

o dia em que te esqueci

Hoje, ao passar naquelas ruas, lembrei-me e esqueci-me de ti ao mesmo tempo.
Lembrei-me porque, a cada passo que dava, a cada rua que percorria e a cada som que captava lembrava-me de ti, de nós.
Lembrei-me das nossas conversas, das gargalhadas.
Lembrei-me do quão felizes fomos quando existia o nós.
No entanto, cada lufada de ar que me assombrava a face levava uma dessas lembranças.
Cada rajada de vento que passou por mim afastou-me as recordações de ti.

Hoje recordei-te . E, apesar de não mo teres ensinado, esqueci-me de ti.
Hoje foi o dia em que te esqueci.

4 comentários:

Anónimo disse...

era bom q cada rajada de vento apagasse aqueles q nao nos deixam voltar...
q nos esqueceram facilmente, ou que nao nos esqueceram, mas nao nos deixam voltar por orgulho!

no teu caso, pareces ser tu que esqueceu, mas nao sei se a outra pessoa se esqueceu de ti...


ARTISTA

Likas disse...

obrigada pelo comentário :)

sim, a outra pessoa esqueceu-se de mim.
Por isso é que me vi obrigada a esquecer também. E Hoje foi o dia!

Anónimo disse...

mas e' mesmo isso q queres?
nao queres lutar? as vezes, mesmo q sofras, pode valer a pena um esforço. as coisas entre mim e a pessoa q me esqueceu, hoje, pareceram estar melhores... parecia magico, como alguem tao frio conseguiu esboçar um sorriso a alguem q esqueceu.! o q importa e' q o fez!

ARTISTA

Likas disse...

sim, é mesmo isto que quero. decidi.
Já sofri muito, não vale a pena tentar mais.

Quanto a ti, fico feliz se as coisas estão a melhorar :)