terça-feira, 19 de janeiro de 2010

livro em branco.

Já sei que não temos mais palavras, mas porque não inventámos o nosso próprio dicionário?
podíamos reinventar a nossa história, voltar atrás, começar tudo de novo: noutros moldes, com novos princípios, , sem promessas, sem expectativas futuras, sem dependências.
quem sabe não teríamos a oportunidade de voltar a existir um nós seguro e equilibrado?

mas não.
já não temos mais palavras(...) já não as queremos ter.
voltamos à estaca zero.
somos um livro em branco.

5 comentários:

JM disse...

Qe lindo xDD

Tu até escreves umas coisas jeitosas :b
Nada que se pareça comingo, mas pronto, ja nao é mau (aa)
(tou a brincar (a))

Carraca disse...

Eu não percebo nada do que escreves o.O
Mas vou adicionar o Mendes aos links xD

Sombra disse...

eu so mesmo boma dar ideias... =)
e tu escreves muito bem :O so queria metade do talento xDD
diz me la uma coisa, se tivesses um livro em branco, como começavas a escrever?

Licas disse...

é normal Ana. Tás out da história toda. e é uma história já com precedente do ano passado x)
um dia, depois dos exames, conto.te :)

Licas disse...

como começava a escrever?
se ainda não o tivesse escrito todo, começava do início, com a ajuda de outra pessoa. porque se estamos a falar de uma amizade , é a "dois" e não só de um lado.

mas neste caso, o livro está em branco, com folhas gastas da borracha ter apagado todas as palavras. e o lápis chegou ao fim.