quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Recaída

Já alguma vez tiveste aquela sensação de que te falta algo? Aquela sensação de que perdeste alguém que fazia a diferença na tua vida?
Pois, não deves ter sentido. Mas eu já senti. Aliás, estou a sentir.
Sabes porquê? Porque me fazes falta.
Por muito que negue, por muito que por vezes viva bem sem ti, acabo sempre por chegar ao ponto em que digo “estou irremediavelmente presa a ele. Nem que seja por lembranças.”
Sim, lembranças. Lembranças que me enchem os pensamentos, os sonhos. Lembranças que me fazem desejarem que tudo não tivesse acabado assim.
E hoje sei que podes não voltar a passar a ser mais que isto, mas hás-de ser sempre recordações. Boas recordações.

3 comentários:

Carraca disse...

Está profundo.
Mas sabes bem com quem estás a competir ...

André Meneses disse...

Muitos dos teus posts no blog dão a entender um fim recente de uma relação muito provavelmente amorosa que mantinhas com alguém e que por um motivo qualquer acabou e que independentemente de essa pessoa querer ou não, houve algo para tu não quereres que isso... "volte".

Estás numa luta intensa contra recordações e sentimentos. Para isso, tanto quanto a experiência me ensina, existe um único e eficaz remédio: Tempo.

Ivo disse...

es' uma romantica...!
tens q te divertir mais enao pnsar nessas recordaçoes, afinal nao passam disso. nao a nada melhor q estar ocupado pa nao pensar no q nao devemos =)