sábado, 26 de junho de 2010

C':

Sou mesmo parecida contigo. Dou, dou , dou e esqueço-me que também tenho que receber. Deixo-me para segundo, terceiro ou até para último plano(s). Esqueço-me de mim, literalmente. Esqueço-me que também preciso de ser surpreendida, de ser abraçada, de ser amada.

E só hoje, mais de um ano depois, é que percebi o verdadeiro sentido do que sempre me disseste.

1 comentário:

Bruna disse...

Eu também era assim, mas depois tive tantas desilusões, tantas, que chegou a altura de dizer CHEGA! e de pensar primeiro em mim. no fundo ainda me deixo um pouco para segundo plano; mas é raro. Também temos coração, sentimentos, e temos de preservá-los :)