sábado, 4 de setembro de 2010

#29 LETTER TO THE PERSON THAT YOU WANT TELL EVERTHING TO, BUT TOO AFRAID TO

Para ser sincera, eu se tenho alguma coisa a dizer a alguém, digo-o. Sem medo. Sem dó nem piedade. Digo e pronto, está dito. E depois sofro as consequências, como toda a gente.

Portanto, esta carta não faz sentido para mim.
Imagem

1 comentário:

Bruno Augusto disse...

really? lmfao
dizes sempre? (a)