sexta-feira, 11 de junho de 2010

não gosto nada , mas mesmo nada de ler.

O meu querido e adorado primo Luís Vigário, fez o favor de emprestar os meus phones apple a um amigo qualquer , que por sinal os estragou. Como ele queria dar-me uns novos mas os que estavam à venda na Fnac custavam 70 e tal euros (e eu não queria ter que deixá-lo na marginal a vender o rabo) acabou por me comprar um livro. Coisa que eu até nem gosto naaaaaaada. Nadinha mesmo.
E que livro é que escolhi? Ora bem, estava eu muito sossegada à espera do metro na estação do IPO, quando reparo numa publicidade da Porto Editora que dizia: "próxima paragem: O Jogo do Acaso". Se a Porto Editora aconselha, a Licas pondera a hipótese de. Li a parte de trás do livro.

«Em O Jogo do Acaso, uma fracção de segundo foi quanto bastou para que o caos se instalasse na congestionada auto-estrada que liga Londres ao País de Gales. Um acidente de viação de grandes proporções gera o pânico, substitui a confiança pelo medo e a impotência toma conta dos presentes. Jonathan, um obstetra carismático e bem-sucedido; Toby, o noivo com um segredo obscuro a caminho do seu casamento, e o seu leal amigo Barney; Georgia, uma jovem aspirante a actriz, desesperada por chegar a Londres para uma audição importante que poderá lançar a sua carreira; Mary, a viúva que percorre centenas de quilómetros para reencontrar o seu primeiro amor, que não vê há mais de 50 anos; William, o agricultor que presencia o drama que se desenrola no outro lado da encosta; e Emma, a atraente médica do hospital da zona que presta assistência aos sinistrados. De um momento para o outro, ver-se-ão enredados num poderosíssimo jogo de acção-consequência, cujos efeitos mudarão as suas vidas irremediavelmente. Mas será para melhor ou para pior? Poderá alguém sobreviver à inevitabilidade do acaso?»

Gostei. E trouxe. Agora veremos o conteúdo. É de Penny Vincenzi. Quando o ler prometo que partilho por aqui a opinião sincera. Até lá, "A filha da minha melhor amiga" espera ansiosamente na estante que chegue o momento em que voltarei a pegar nela.

2 comentários:

Filipa disse...

1º o promenor que levas na mala é um maximo! já o li: fez-me rir, chorar e pensar.

2º quero sr a primeira da lista a quem vais emprestar este novo livro.

3º já vou a meio de "Eu amo você" e não foi graças a ti! xD

SofiaCosta disse...

gosto do novofundo de perfil :)