segunda-feira, 5 de julho de 2010

quero liberdade.

Sinto-me presa. Cheia de responsabilidades, cheia de preocupações. Sinto que não posso dar um passo sem dizer que o vou dar e porque é que o vou dar. Sinto-me como um pássaro engaiolado, como um tigre enjaulado. E sinto que vou explodir de raiva a qualquer momento.
Preciso de férias. Preciso de sair da mísera aldeia em que moro. Preciso de passar umas semanas longe desta rotina e desta vida normal que tenho que levar.
Preciso de ultrapassar limites, quebrar regras. Urgentemente.
Esta rotina está a dar cabo de mim.

1 comentário:

Filipa disse...

odeio a merda da rodina! -.-''