sexta-feira, 24 de junho de 2011

o que não nos mata torna-nos mais fortes?

Nunca pensei voltar a escrever-te mas agora que já passou quase um ano desde que deixaste de fazer parte da minha vida da maneira intensa com que antes fazias é que percebi que deixaste muitas marcas.
Já não gosto de ti. Já não estou apaixonada por ti há muito. E não seria capaz de voltar a estar. De maneira nenhuma.
As marcas que falo são bem mais difíceis de apagar.
És uma pessoa má. Muito má mesmo. E só agora me apercebo disso. E só agora é que vejo o quão cega o amor pode deixar uma pessoa.
Tiraste-me a autoconfiança. Deixei de ser capaz de acreditar em mim mesma e nas minhas capacidades. Trouxeste-me o medo de arriscar. Seja no que for. Fizeste-me acreditar que não sou suficientemente boa para ninguém. E culpo-te por isso, a cada dia que passa. Culpo-te a ti e a mim. Porque caí na tua história de lobo mau armado em bom, qual capuchinho vermelho.
Resta-me esperar e acreditar que o tempo seja realmente a cura de todos os males.

Até lá, um obrigada por me teres tornado uma pessoa um pouco mais fria e calculista.

7 comentários:

LA disse...

Há pessoas que nos mudam :S

Dani disse...

nem comento...

Anne. disse...

Sim, é verdade...
O tempo cura tudo. :)
Beijinho grande*

Anne. disse...

Oh mas nao posso ir so pela marca :/ elas sao boas marcas todas mas cada uma tem diferentes vantagens e desvantagens..

Anne. disse...

Oki, obrigada :D

Bruno Augusto disse...

O tempo nao apaga nada, tu é que tens que esquecer... Mas não percas a confiança em ti mesmo, isso é uma das coisas que te mantém viva!
Força!! =)
PS:O título fica melhor em inglês... ;)

Anónimo disse...

Não deixes que isso te afecte!
Pensa que foi positivo na medida em que agora por esses caminhos estarás mais atenta aos lobos maus, porque tal como disseste o amor cega...
Forcinha :)
Beijinho